• Kamila Fortunato

Cognição indumentária

Como eu me vejo, impacta em como eu impressiono os outros.

Foto: Pinterest


Vestimos as roupas mas também os significados que elas trazem para gente. Cada tipo de peça nos representa algo, e a roupa que vestimos de fato impacta em como nos sentimos.


Colocar mais intenção no vestir faz diferença e impacta no comportamento. Roupa mexe com o psicológico e com atitudes.


Isso se chama O Efeito Jaleco: Estudo científico Northwestern University - 2013


"Cientistas descobriram que a forma como interpretamos o valor simbólico da vestimenta pode afetar nossos processos cognitivos. E o estudo, realizado por pesquisadores da Northwestern University, em Illinois, mostra que não basta olhar uma peça para que esta influência ocorra, é preciso vesti-la.

Os pesquisadores, liderados por Adam Galinsky, realizaram três experiências usando jalecos brancos idênticos de médicos e pintores. Em todos os casos, as pessoas que vestiram as peças que seriam dos profissionais de saúde – a quem costuma ser atribuído um comportamento cuidadoso, rigoroso e atento – apresentaram melhores resultados em testes de atenção e percepção visual de erros. Houve quem apenas olhasse a roupa, mas quem a vestiu se saiu melhor.

A descoberta, que foi relatada em reportagem do jornal “New York Times”, é significativa para uma área de estudos em crescimento, chamada de cognição indumentária.

– Pensamos não apenas com nossos cérebros, mas com nossos corpos, e nossos processos de pensamento estão baseados em experiências físicas que provocam conceitos associados abstratos. Agora, parece que estas experiências incluem as roupas que vestimos – explica Galinsky."




Se vestir melhor, se mostrar melhor, se sentir melhor, se comunicar melhor.

Se você tivesse mais confiança, você usaria os looks que gostaria?

Vamos conversar. Agende um horário e vou preparar um programa personalizado de acordo com as suas necessidades.


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo